Brinde ao marketing de relacionamento

Encantar, agradecer, conquistar e, principalmente, fixar a marca. Esses são alguns dos objetivos do brinde institucional. Seja partindo do princípio da utilidade ou do impacto conceitual, a peça tem a missão de surpreender os clientes e agregar valor à marca, a partir de uma abordagem suave e bem direcionada. Dessa forma, amplia-se o ciclo de relacionamento entre a empresa e seu público-alvo.

 

Os clientes ficam gratos pela lembrança e renovam a sintonia com a organização, fortalecendo, assim, o seu processo de construção de imagem. Posteriormente, os presenteados podem se lembrar da empresa por meio do brinde e voltar a fazer negócios ou receber os seus contatos de uma forma mais positiva. O otimismo pela renovação de um ciclo, o desenho de novos planos, as perspectivas de melhores cenários deixam o público mais receptivo aos “mimos”. Por isso, o final e o início de ano são momentos adequados para as empresas investirem na produção de presentes personalizados.

 

Frequentemente, a ORI sugere e desenvolve brindes para os seus clientes, dos mais diferentes setores. Na virada de ano a agência cria peças cujas propostas valorizam os perfis de cada parceiro, de acordo com a identificação do público-alvo e com o posicionamento de cada organização. Por exemplo, para um cliente da área de pesquisa de mercado, a ORI criou um brinde com conceito atrelado à sua atividade. A peça é uma espécie de cofre que só pode ser aberto depois de se desvendar o segredo. Esse jogo de inteligência proporciona um interessante desafio no qual o prêmio é destrancar o cofre, e, assim, liberar o acesso ao seu conteúdo, que guarda mais uma surpresa.

 

Nos casos da Drive A, Somer, Grupo Semil, a agência criou calendários de mesa personalizados com layouts diferenciados. Para a Belíssimo! Banheiros, já fora desenvolvido uma caixa de som bluetooth à prova d’água.

compartilhe

Você também pode gostar de:

A internet tem alterado substancialmente a maneira como nos relacionamos com as pessoas, com as instituições, com os serviços públicos e com os mercados. Os modelos de articulação em rede e de autogestão foram potencializados e popularizados com o advento de uma série de ferramentas de interação. Algumas delas já fazem parte da cultura dos […]

Criar o design de interfaces demanda estudos específicos de função e usabilidade dos sistemas que variam de acordo com as necessidades de cada plataforma. Nesse segmento, a Ori+Usagi desenvolveu as interfaces de dois projetos de clientes distintos: Task e DAAZ.   O projeto da DAAZ teve início com a criação do logotipo de seu sistema […]