Nova identidade, vida nova

Alterar marcas consolidadas no mercado e muito queridas por seus proprietários é um processo tão difícil quanto o de partir do zero na criação de uma identidade visual. Além de todos os cuidados na escolha da tipografia, na seleção da paleta de cores, no arranjo dos elementos e no aspecto conceitual que envolve a criação de uma marca forte, é preciso fazer com que a nova proposta dialogue com a sua antecessora e, mais do que isso, convença o cliente de que vale a pena praticar o desapego.

 

Nos últimos meses dois projetos semelhantes de revitalização foram desenvolvidos pela Ori+Usagi. Demandas parecidas, mas para perfis muito diferentes. O primeiro projeto foi para uma clínica oftalmológica, o segundo para um escritório de advocacia. Ambos tinham plena consciência de que os seus logotipos estavam datados e não representavam mais o atual estágio de desenvolvimento dos serviços prestados. Os clientes perceberam, intuitivamente, aquilo que muito guru da identidade visual diz por aí: a marca é uma extensão daquilo que eles são e daquilo que eles fazem. Por isso, ela precisa expressar os constantes esforços de atualização, que passam pela busca por novidades, pelo conhecimento adquirido, pelos avanços tecnológicos, pelos investimentos em infraestrutura, atendimento, etc. Resumindo, os clientes perceberam que suas marcas tinham ficado para trás.

 

Nos dois casos, o trabalho começou pela seleção dos elementos que caracterizavam mais fortemente as identidades visuais e que deveriam ser repensados na nova proposta. Para a Oftalmoclínica Dr. Arnaldo Castro, as formas foram simplificadas, o lettering separado do símbolo e as cores redefinidas, agora em um formato mais contemporâneo. Para servir de comparação, outras possibilidades de símbolos também foram apresentadas, assim como outras paletas de cores. Por fim, optou-se pela versão que mantém relação mais direta com a identidade anterior.

Antes

Depois

Para o escritório de advocacia André Faria o processo foi parecido. A tipografia utilizada apresentava os sinais da idade da marca. Foram mantidas as cores e o destaque das iniciais “AAF”, agora com uma disposição bem mais interessante e moderna. Em 2013, o escritório comemora 25 anos e, além da mudança de identidade, foi desenvolvido um selo comemorativo pela data.

Antes

Depois


compartilhe

Você também pode gostar de:

Na segunda-feira, 13 de maio, o site colaborativo Impedimento publicou a crônica esportiva “A experiência religiosa do atleticanismo militante, por um cruzeirense”, de autoria de um dos diretores de criação da Ori + Usagi, Thiago Borges. O lúdico e surpreendente texto ganhou destaque no site e nas redes sociais ao apresentar um depoimento envolvente que […]

Uma semana de correria, solução de imprevistos, planejamento, acertando daqui, acertando dali… e abastecida com muito doce de leite, é claro. Vamos deixar aqui embaixo um aperitivo do que foi essa semana de gravação da campanha teaser do famoso Doce de Leite Viçosa, que vai estrear em agosto com nova embalagem. Trabalhar se divertindo é […]